ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

voltarVoltar

Email

Informativo

03 de Dezembro de 2018

Data lembra luta contra Aids

Data lembra luta contra Aids

Papel da Anvisa tem sido estratégico na avaliação de novas tecnologias voltadas a melhorar a qualidade de vida das pessoas que convivem com o HIV

Por: Ascom/Anvisa 

Este domingo, 1º de dezembro, Dia Mundial de Luta contra a Aids, marca 30 anos de enfrentamento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. A data foi proposta em 1988, durante a Cúpula Mundial dos ministros da Saúde sobre a Aids, que aconteceu em Londres, com representantes de 140 países.

Em três décadas descobriu-se muito sobre a Aids, sigla para seu nome em inglês (Acquired Immune Deficiency Syndrome), doença descoberta nos anos 1980, mas há um longo caminho a ser percorrido.

O papel da Anvisa, como agência reguladora, tem sido estratégico na avaliação de novas tecnologias desenvolvidas para a detecção precoce do vírus, para avaliar produtos voltados a melhorar a qualidade de vida das pessoas que convivem com o  HIV e para evitar novos casos de contaminação.

A Anvisa registrou em 2017 os dois primeiros autotestes para HIV que utilizam exclusivamente fluido oral, obtido na cavidade bucal perto da gengiva, para detectar o vírus que causa a Aids. Os dois produtos são de empresas brasileiras.

A Agência aprovou também o uso de um medicamento para a pré-exposição ao vírus, que possibilitará a redução do risco de infecção provocada pelo vírus HIV-1 em adultos de alto risco.

Medicamentos

A transmissão do vírus pode se dar por via sexual, por transfusão de sangue e da mãe para o bebê. Nem sempre uma mãe portadora do vírus o transmite para o bebê, mas o risco de transmissão do vírus durante a amamentação é alto.

A Anvisa também tem um papel importante na prevenção desse tipo de transmissão, da mãe para o recém-nascido pelo leite, com a regulamentação de fórmulas infantis, que garantem que os bebês recebam alimentação nutricionalmente adequada mesmo sem consumir leite materno.

Os medicamentos que compõem o coquetel oferecido pelo Sistema Único de Saúde aos pacientes que convivem com o HIV passaram pela avaliação da Anvisa e têm o registro da Agência.