ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

voltarVoltar

Email

Informativo

30 de Outubro de 2018

Anvisa realiza simulado de evento em saúde pública no Ceará

 

 

Atividade foi o primeiro simulado de mesa destinado às equipes de portos e aeroportos.

Por: Ascom/Anvisa

A Anvisa realizou, entre os dias 16 e 19/10, em Fortaleza (CE), o primeiro simulado de mesa de evento em saúde pública (ESP) destinado a equipes de pontos de entrada selecionados. O evento escolhido foi um caso de vírus Ebola, de pessoa procedente de um país afetado, envolvendo as áreas de portos e aeroportos.

O objetivo foi avaliar a capacidade de resposta das equipes frente a um possível evento dessa natureza em pontos de entrada, além dos seguintes objetivos específicos:

  • Identificação das fragilidades locais frente a um ESP.
  • Avaliação e integração entre portos e aeroportos frente ao evento.
  • Avaliação das capacidades básicas de tratamento e resposta.
  • Avaliação das medidas de controle adotadas.
  • Avaliação do fluxo de comunicação com os atores envolvidos e capacitação dos profissionais sobre a metodologia de simulados de mesa.

A atividade, realizada na Coordenação de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados do Estado do Ceará (CVPAF/CE), reuniu representantes de 13 portos e 17 aeroportos, além de colaboradores das áreas do Centro de Gerenciamento de Informações sobre Emergências em Vigilância Sanitária (e-Visa) da Anvisa e da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e Assessoria Internacional, ambas do Ministério da Saúde.

Grupos de discussão

Durante a atividade, os representantes foram divididos em quatro grupos – dois de portos e dois de aeroportos –, o que ampliou a discussão durante o simulado. Foram abordados temas como as diretrizes do Regulamento Sanitário Internacional (RSI), elaboração de planos de contingência e o papel do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs/SVS/MS) em situações de ESPs no Brasil.

Os participantes também conheceram experiências em ESP da CVPAF/MG (Aeroporto de Confins), CVPAF/CE (Porto de Fortaleza), CVPAF/RJ (Porto do Rio de Janeiro) e CVPAF/SP (Aeroportos de Guarulhos e de Campinas).

Organização

O simulado foi organizado pela Coordenação de Saúde dos Viajantes (Cosvi) da Gerência de Infraestrutura, Meios de Transporte e Viajantes em Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados (GIMTV) da Gerência Geral de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados (GGPAF), juntamente com servidores dos pontos de entrada selecionados.

A organização do treinamento também envolveu a SVS/MS e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Segundo os organizadores da atividade, o simulado teve um excelente nível de debate, com vistas ao aperfeiçoamento das capacidades básicas instaladas para atendimento das respostas aos ESPs nos principais pontos de entrada selecionados.

A área técnica informa que está programando a realização de outros simulados para os demais pontos de entrada no país e incentivando a implementação de planos de contingência que possam aplicar a metodologia utilizada no ponto de entrada, envolvendo outros atores locais.

A iniciativa está em sintonia com as ações desenvolvidas pelo Ministério da Saúde, com base nas diretrizes estabelecidas no Regulamento Sanitário Internacional.